RADIO RCS 91.2
EM SINTONIA COM A VIDA
Emissão Online
 
2017-02-15 00:00:01
A Terceira Pessoa da Trindade
“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo seja com vós todos. Ámen.” II Coríntios 13:13.

Precisamos de compreender que o Espírito Santo … é tanto uma pessoa como o é o próprio Deus. …

O Espírito Santo tem uma personalidade, caso contrário não poderia testificar junto do nosso espírito e com o nosso espírito de que somos filhos de Deus. Precisa de ser também uma pessoa divina, caso contrário não poderia esquadrinhar os segredos escondidos na mente de Deus. Ev, págs. 616 e 617.

O Espírito Santo é um agente livre, operante, independente. O Deus do Céu emprega o Seu Espírito segundo Lhe apraz. E a mente humana, o humano discernimento e os métodos humanos, não podem pôr limites à Sua operação, ou prescrever o meio pelo qual Ele há-de operar, como não podem dizer ao vento: “Mando-te que sopres em tal direcção, e procedas de tal e tal maneira”. ST, 8-3-1910.

Desde o princípio Deus tem agido pelo Seu Espírito Santo, através de instrumentos humanos, para a realização do Seu propósito em benefício da raça caída. ... O mesmo poder que susteve os patriarcas, que deu fé e coragem a Calebe e a Josué, e eficiência à obra da igreja apostólica, tem sustido os fiéis filhos de Deus nos séculos sucessivos. AA, pág. 53.

O Espírito Santo era o mais alto dom que Ele [Jesus] podia solicitar do Pai para elevar o Seu povo. Ia ser dado como agente de regeneração, sem o qual o sacrifício de Cristo não teria sido de nenhum proveito. O poder do mal tinha-se fortalecido durante séculos, e a submissão dos homens a esse cativeiro satânico era impressionante. Só se poderia resistir e vencer o pecado por meio da poderosa operação da terceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do divino poder. DN, pág. 574.

O Espírito Santo é um eficaz ajudador na restauração da imagem de Deus na alma humana. CP, pág. 61.

Por:
Partilhe:
newsletter
Copyright 2017 Rádio RCS