LABIRINTOS DO VIVER
47 - PSICODAM 7 VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
newsletter
2017-07-23 00:00:07
Julgamento Pelos Registos
“Porque Deus há-de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau.” Eclesiastes 12:14.

No grande dia da expiação final e do juízo investigativo, os únicos casos a serem considerados são os do professo povo de Deus. O julgamento dos ímpios constitui uma obra distinta e separada, e ocorre em ocasião posterior. …

Os livros de registo no Céu, nos quais estão relatados os nomes e acções dos homens, devem determinar a decisão do juízo. …

O livro da vida contém os nomes de todos os que já entraram para o serviço de Deus. Jesus ordenou aos Seus discípulos: “Alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos Céus.” Luc. 10:20. Paulo fala dos seus fiéis cooperadores, “cujos nomes estão no livro da vida”. Fil. 4:3. …

“Há um memorial escrito diante” de Deus, no qual estão registadas as boas acções dos “que temem ao Senhor, e para os que se lembram do Seu nome.” Mal. 3:16. As suas palavras de fé, os seus actos de amor, estão registados no Céu. …

Há também um relatório dos pecados dos homens. “Porque Deus há-de trazer a juízo toda a obra”. … Os propósitos e intuitos secretos aparecem no infalível registo; pois Deus “trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações”. I Cor. 4:5.

A obra de cada homem passa em revista perante Deus. … Ao lado de cada nome, nos livros do Céu, estão escritos, com terrível exactidão, toda a palavra má, todo o acto egoísta, todo o dever não cumprido, e todo o pecado secreto, juntamente com toda a artificiosa hipocrisia. Advertências ou admoestações enviadas pelo Céu, e que foram negligenciadas, momentos desperdiçados, oportunidades não aproveitadas, influência exercida para o bem ou para o mal, juntamente com os seus resultados de enorme alcance, tudo é registado pelo anjo relator. CS, págs. 352, 353.

Se o vosso nome está registado no livro da vida do Cordeiro, então tudo estará bem convosco. Estejam prontos e ansiosos para confessar e abandonar as vossas faltas, para que os vossos erros e pecados sejam previamente considerados e julgados, e apagados. 5T, pág. 331.

No grande dia da expiação final e do juízo investigativo, os únicos casos a serem considerados são os do professo povo de Deus. O julgamento dos ímpios constitui uma obra distinta e separada, e ocorre em ocasião posterior. …

Os livros de registo no Céu, nos quais estão relatados os nomes e acções dos homens, devem determinar a decisão do juízo. …

O livro da vida contém os nomes de todos os que já entraram para o serviço de Deus. Jesus ordenou aos Seus discípulos: “Alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos Céus.” Luc. 10:20. Paulo fala dos seus fiéis cooperadores, “cujos nomes estão no livro da vida”. Fil. 4:3. …

“Há um memorial escrito diante” de Deus, no qual estão registadas as boas acções dos “que temem ao Senhor, e para os que se lembram do Seu nome.” Mal. 3:16. As suas palavras de fé, os seus actos de amor, estão registados no Céu. …

Há também um relatório dos pecados dos homens. “Porque Deus há-de trazer a juízo toda a obra”. … Os propósitos e intuitos secretos aparecem no infalível registo; pois Deus “trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações”. I Cor. 4:5.

A obra de cada homem passa em revista perante Deus. … Ao lado de cada nome, nos livros do Céu, estão escritos, com terrível exactidão, toda a palavra má, todo o acto egoísta, todo o dever não cumprido, e todo o pecado secreto, juntamente com toda a artificiosa hipocrisia. Advertências ou admoestações enviadas pelo Céu, e que foram negligenciadas, momentos desperdiçados, oportunidades não aproveitadas, influência exercida para o bem ou para o mal, juntamente com os seus resultados de enorme alcance, tudo é registado pelo anjo relator. CS, págs. 352, 353.

Se o vosso nome está registado no livro da vida do Cordeiro, então tudo estará bem convosco. Estejam prontos e ansiosos para confessar e abandonar as vossas faltas, para que os vossos erros e pecados sejam previamente considerados e julgados, e apagados. 5T, pág. 331.

Por:
Partilhe:
Emissão Online
Copyright 2017 Rádio RCS